O Prêmio

Idealizado pela especialista em consumo consciente Chiara Gadaleta com o objetivo de analisar os mercados de moda, beleza e design com indicadores de sustentabilidade, o Prêmio EcoEra, chega à sua terceira edição, que acontece no dia 08 de março, na Casa Jereissati.

Único a analisar o mercado com base em indicadores de sustentabilidade, a terceira edição da premiação recebe o apoio do Instituto C&A e volta seu olhar também para questões de gênero. O Prêmio EcoEra é fruto do amadurecimento do Movimento EcoEra, criado por Chiara em 2008, com o desafio de unir os setores da indústria sob a ótica da sustentabilidade ambiental, social, econômica e cultural.

“O objetivo do raio-X do mercado trazido pelo Prêmio EcoEra é propor reflexões de mudanças culturais e de construção de uma economia de impacto positivo”, explica a empresária e idealizadora do movimento.

Com a metodologia do Sistema B, movimento global que certificou mais de 2000 empresas até hoje e atua em mais de 50 países, o Prêmio EcoEra tem como missão promover empresas conscientes e multiplicar essas práticas pelas indústrias de moda, beleza e design.

Categorias

As empresas inscritas no estudo são analisadas de acordo com a sua atuação e impacto em quatro categorias: PLANETA, para as companhias que se destacaram na pontuação relacionada às práticas ambientais; PESSOAS, para as ações relacionadas aos trabalhadores e comunidades locais; GÊNERO, nova categoria que avalia empresas que concentram esforços para avançar em igualdade de gênero e empoderamento das mulheres; e por fim o EcoEra, que abrange as três categorias, sendo o prêmio de maior importância atribuído à empresa de maior pontuação. Em cada uma das categorias serão premiadas pequenas (até 49 funcionários), médias (até 249 funcionários) e grandes empresas (acima de 250 funcionários).

Desde a primeira edição, em 2015, 253 empresas se inscreveram no prêmio.

Vencedores
Homenageados
Parcerias

APOIOS: